sábado, 5 de março de 2011

Anedotas III

Salvando a Mãe
O Joãozinho entra correndo em casa, pega a mãe, e a tranca no armário por duas horas. Quando ele destranca, ela sai furiosa e
grita:
— Seu moleque! Por que me trancou no guarda-roupa?
— Eu só estava salvando a senhora, mãe! Tinha dois homens carregando um piano na rua acima e vim correndo para salvar a senhora.
— Como assim, Joãozinho?! Ficou maluco? Salvar do quê?
— È que eu perguntei onde eles iam enfiar o piano, daí eles me disseram que iam…
— Chega! Já entendi!
— Viu, mãe? Salvei a senhora!

Presente Trocado
O namorado está em Nova Iorque e resolve mandar uma lembrança para a namorada.
Entra em uma loja e escolhe um finíssimo par de luvas. Pede para a balconista embrulhar enquanto vai ao caixa. Descuidadamente, a balconista entrega-lhe outro embrulho, com uma calcinha de nylon.
Sem saber do engano, o namorado envia o presente com um bilhete:
— Querida: para mostrar que, mesmo estando longe, não me esqueço de você, envio-lhe esta surpresa; mesmo sabendo que você não usa, pois sempre que saímos juntos, nunca vi.
Gostaria de estar aí para ajudá-la a vestir. Fiquei em dúvida quanto à cor, mas a balconista disse que esta não descora nem mancha. Ela experimentou para eu ver e ficou muito bem, apenas um pouco larga na frente,
mas ela disse que é para os dedos mexerem mais à vontade e a mão entrar mais facilmente. Depois de usá-la, vire pelo avesso e ponha talco para evitar o mau cheiro. Espero que fique satisfeita tanto quanto eu, pois ela vai cobrir aquilo que em breve lhe pedirei.

Sem comentários:

Enviar um comentário